segunda-feira, 27 de outubro de 2008

CETICISMO



Não acredito em fadas,
Nem em fado,
A existência
Precede
A essência.

Não acredito em sorte
A minha eu faço
A machadadas.

Por isso
Chuto a bunda do Destino
E vou cuidar
Da minha vida.

4 comentários:

goooooood girl disse...

Feel good......

enjoy-rs disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Rosa Cardoso disse...

Obrigada ge dias.Obrigada pela visita e pelo comentário gentil.

*Gostei do poema.

Anônimo disse...

Por que nao:)