quinta-feira, 1 de julho de 2010

PANIS ET CIRCENSE



HINO NACIONAL PATROCINADO


Um Posto da Ipiranga, às margens plácidas,
De um Volvo heróico Brahma retumbante!!!
Skol da liberdade em Rider fulgido,
Brilhou no Shell da Pátria nesse instante!!!

Se o Knorr dessa igualdade...
Conseguimos conquistar com braço Ford.
Em teu Seiko, ó liberdade,
Desafio nosso peito à Microsoft!!!

O Parmalat, Mastercard, Sharp, Sharp....

Amil um sonho intenso, um rádio Philips,
De amor e de Lufthansa terra desce!!!
Intel formoso céu risonho Olympicus,
A imagem do Bradesco resplandesce!!!
Gillete pela própria natureza,
És belo Escort impávido colosso,
E o teu futuro espelha essa Grendene.

Cerpa gelada!!!

Entre outras mil é Suvinil, Compaq amada.
Do Philco deste Sollo és mae Doril,
Coca-Cola, Bombril!!!


Não sei quem é o criativo autor do hino acima, mas acho que cabe bem nessa fase de copa do mundo. É interessante perceber que apenas nessa época todo mundo fica patriota. De norte a sul o país se cobre de verde e amarelo, combinação que ainda não sei se é bonita ou feia, as pessoas se vestem com a mesma cor, as bandeiras são hasteadas em todo canto. Imagino que isso tudo seja um resquício da época da ditadura. Lembro-me bem que em 1970 havia uma euforia só ao som de "eu te amo, meu Brasil" de Dom e Ravel (duas das vozes da ditadura) e todo mundo se vestia de verde e amarelo. Enquanto isso, nos porões,  as pessoas estavam sendo torturadas e mortas...

Na época eu era menina, não sabia o que acontecia e também entrei na euforia. Porém, depois que descobri essa história, fiquei desconfiada de copa do mundo. Acho muito estranho as escolas fecharem, empresas dispensarem os empregados para assistir jogos...muito estranho...não haveria alguma coisa por trás?

Um comentário:

Fanzine Episódio Cultural disse...

Que desenhos, filmes,séries de TV que você gostaria que fossem publicados no Fanzine Episódio Cultural?

Você pode (se quiser) enviar um pequeno texto dando sua opinião a respeito.
Envie sua sugestão para: machadocultural@gmail.com